Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2020

Coluna literária 3º Artigo Sandra Lemmos

Um gênero impactante: O Conto A prosa em sua mais ampla gama abriu, na proximidade, na intersecção com a oralidade, um espaço para o surgimento de uma forma, que na modernidade ganha sua excelência com  O Capote, de Gogol e outras obras preciosas que surgem das mãos de  Anton Chekhov, James Joyce, Virginia Woolf, Gabriel García Márquez e  Machado de Assis. O que Gogol fez com maestria foi dar voz, jogar luz sobre o individuo ridicularizado, sobre aquele que é sobrepujado pela sociedade. A marca específica do conto como gênero é a de ser um gênero de discurso complexo, um enigma, de conter sempre uma história cifrada; uma história dentro da outra. Há uma narrativa principal e uma segunda cifrada dentro desta. É um gênero complexo, já que perdeu seu vínculo imediato com a realidade, conecta-se com esta apenas através da refração dos eventos concretos do acontecimento artístico – literário. O que o distingue dos outros gêneros em prosa é a sua capacidade de sintetizar a narrativa